quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

* FOI (É) NATAL *


Natal.
O cheirinho das rabanadas e da aletria.
A euforia da minha Pequena Peste por cauda das prendas.
Este ano com um faro muito apurado para as encontrar.
O choro "desalmado" porque trocaram o nome da boneca Caterina para Catania... "Será que o Pai Natal vai saber que mudou? Que a Caterina é agora Catania e é mesmo esta que eu quero."
O sorriso do mais novo que ilumina o meu Natal de um modo indescritível.
A loucura e azáfama destes dias que se queriam calmos e tranquilos em redor da mesa e na companhia dos familiares que tanto amamos.
Este ano o meu Natal brilhou ainda mais.
Este ano, tal como há 4 anos atrás, tive a presença de mais um Menino Jesus na minha Vida.
Este Natal o meu coração esteve quente e aconchegado com a presença dos meus filhos.
Este Natal o sentido do Amor e da Alegria foi ainda maior. Este é o Natal que sempre desejei.
Este Natal enquanto amamentava o mais novo, a Pequena Peste delirava pois o Pai Natal trouxe-lhe a Catania (ou Caterina).
E o seu delírio, os seus gritos e a correria desenfreada pela casa encheu-me o coração e os olhos de emoção.
Ela ainda não entende o Natal como os adultos, "lá virá o tempo" (como costuma dizer ao irmão), mas vive o Natal como devem viver todas as crianças. Na ilusão de que o Mundo é bom e o Pai Natal não se esquece de nós.
Este Natal vivi o meu Natal de sonho: 2 filhos que amo até à exaustão e um Marido que amo mais que tudo.
Este Natal (finalmente) percebi que o meu Natal é todos os dias.
FELIZ NATAL.

Sem comentários:

Publicação em destaque

* É MUITO MAIS QUE UMA COR *

" Mas é apenas um cinturão amarelo! O que tem de tão especial? " Não, não é apenas um cinturão amarelo, é muito mais que is...