terça-feira, 28 de setembro de 2010

*AO AMIGO Pe TEIXEIRA E À PEQUENA BIA*

PARABÉNS MEUS AMIGOS.


Porque muitas vezes não precisamos de dizer muita coisa... há músicas que nos preenchem e que representam aquilo que vos queremos desejar.
Felicidades.

Daniela, Ângelo e Benedita.

*SAUDADE*

Tenho muita saudade...

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

*QUANDO AS COISAS NÃO SÃO FÁCEIS*

Mesmo quando as coisas se tornam difíceis... eu não vou parar de te amar... não vou parar de te olhar...
Simplesmente não o sei fazer... nem quero.


AMO-TE ÂNGELO.

terça-feira, 21 de setembro de 2010

*25 ANOS DEPOIS*


Hoje é um dia muito especial para um casal de Amigos.
A 21 de Setembro de 1985, tinha eu ainda 4 anos, pude partilhar da alegria deste casal, no dia que escolheram para unirem as suas Vidas para todo o sempre.
Hoje celebram 25 anos de casados.
Hoje celebram as suas Bodas de Prata.
Hoje estarei presente para com eles voltar a festejar a alegria destes anos de Vida e Amor conjunto.



Hoje festejam 25 anos de casados e têm uma FAMÍLIA LINDA.
Duas filhas amadas e que amam seus Pais.
Amigos que nunca se esquecem deles.
Amigos que fazem travessuras... (porque será?)

Ao Sr. ANTÓNIO e à FATINHA eu desejo as maiores FELICIDADES DO MUNDO e agradeço poder convosco partilhar um pouco destes 25 anos.

SEJAM ETERNAMENTE FELIZES.


sexta-feira, 10 de setembro de 2010

*AS AMIZADES COMUNS*


O que habitualmente chamamos amigos e amizades não são senão conhecimentos e familiaridades contraídos quer por alguma circunstância fortuita quer por um qualquer interesse, por meio dos quais as nossas almas se mantêm em contacto. Na amizade de que falo, as almas mesclam-se e fundem-se uma na noutra em união tão absoluta que elas apagam a sutura que as juntou, de sorte a não mais a encontrarem. Se me intimam a dizer porque o amava, sinto que só o posso exprimir respondendo: «Porque era ele; porque era eu».
(...) Não me venham meter ao mesmo nível essoutras amizades comuns! Conheço-as tão bem como qualquer outro, e até algumas das mais perfeitas do género, mas não aconselho ninguém a confundir as suas regras: laboraria num erro. Em tais amizades deve-se andar de rédeas na mão, com prudência e cautela - o nó não está atado de maneira que, acerca dele, não se tenha de nutrir alguma desconfiança. «Amai o vosso amigo», dizia Quílon, «como se algum dia tiverdes que o odiar; odiai-o como se tiverdes que o amar.» Este preceito, tão abominável se aplicada à soberana e superna amizade, é salutar a respeito das amizades comuns e habituais, em relação às quais se deve empregar este dito tão ao gosto de Aristóteles: «Ó amigos meus, não há nenhum amigo!»

Michel de Montaigne, in 'Ensaios'

In Citador

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

*UMA ANEDOTA*

Contaram-me esta anedota... vou tentar reproduzi-la aqui da melhor maneira!

A funcionária chega ao trabalho e diz:
"Estou grávida!"
O chefe responde:
"Estás despedida."

Foi mais ou menos assim...
(!)

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

*9 MESES DEPOIS*

SIM É AGORA MESMO... A BENEDITA FAZ 9 MESES DE IDADE.
SOMOS PAIS HÁ JÁ 9 MESES.
ESTAMOS MUITO FELIZES.

Para a BENEDITA e o ÂNGELO:
AMO-VOS.
ADORO-VOS.
SOIS PARTE DE MIM... SOIS A MINHA VIDA.

*FESTA DA BROA 2010*


Ontem fui pela 1.ª vez à Festa da Broa 2010.
Ontem levei a Benedita, pela 1.ª vez, à sua 1.ª Festa da Broa.


Eu sei e compreendo a vontade que houve em alterar os moldes pelos quais a Festa se realizava... muita expectativa foi criada... muito me desiludiu.
Ainda bem que o Sr. Presidente da Junta, ao contrário do que foi aprovado (com os votos contra do Partido que represento) não avançou com o leasing de cerca de 50 mil euros para a compra de 10 tendas de 100 m2 cada.
Seria um fiasco.
O local, já muito falado, até me pareceu que poderia ser uma evolução... mas, não tiveram tempo para tratar das coisas atempadamente?
O chão: horroroso, inclinado, cheio de tralha e pó.
E depois dizem que o Mário Gomes fazia tudo "em cima do joelho".
Tanta publicidade, tanta euforia e as condições pioraram. A adesão das Colectividades foi o que se viu.
E não me digam que a Festa deve evoluir para lá do aspecto gastronómico... não, não deve.
Hello......
FESTA DA BROA?
Tem que ser uma festa sobre a broa, gastronomia avintense...
Eu, que pela 1.ª vez remeti o programa de festas, aos meus colegas de trabalho... recebi de uma o seguinte comentário... "No domingo fui comer umas papinhas à tua terra."
Foste à Festa da Broa? - perguntei entusiasmada.
"Sim, fui... mas pensei que aquilo fosse uma festa.... deixou muito a desejar".
As papas estavam boas, não direi onde as comeu... mas festa não viu.
Eu ontem também não... não senti o espírito, não senti o cheirinho característico das Festas anteriores.
A azáfama que sempre se viveu?
Tanto tempo a planear, tanto tempo a divulgar que tudo seria diferente e melhor... e tudo parece ter sido feito "em cima do joelho".
Ah! Sim, a Rita Redshoes com toda a certeza será uma mais valia e o espectáculo de solidariedade também... mas, representam apenas um aproveitamento da Festa... não são FESTA DA BROA.
Esperemos pelo próximo ano... vamos dar mais tempo... se calhar precisam de mais tempo para alterar tudo.
Até para o ano.

* A Benedita DELIROU com os balões, mas ela ainda não percebe que isso é um elemento externo à gastronomia!

P.S. A Padeira de Avintes, se ganhasse vida, corria-vos à pancada. Onde já se viu quererem tornar a sua broa num elemento secundário à sua própria Festa!!!!!

Publicação em destaque

* É MUITO MAIS QUE UMA COR *

" Mas é apenas um cinturão amarelo! O que tem de tão especial? " Não, não é apenas um cinturão amarelo, é muito mais que is...