sexta-feira, 1 de julho de 2016

* 10 ANOS DEPOIS DO SIM *


Sim o tempo voa, salta, anda, corre e não pára.
Mas de verdade, quem casa aos 25 anos?
Eu casei.
O casamento sonhado e imaginado por longos anos realizou-se.
Passaram 10 anos.
Anos bons, muito bons, fantásticos e anos menos bons. 
Anos em que apetece "aldrabar" o caminho e percorrer um atalho, ou mudar de direcção.
Os últimos têm sido os mais intensos, mais ferozes.
Dois miúdos lá em casa, que são a cara da Mãe... não, a cara do Pai... (ninguém conhece o padeiro?)... lindas crianças que não nos deixam dormir, nem descansar, mas sem as quais o nosso reinado não teria sentido.
Não saltamos de um avião (com muita pena minha), nem fomos fazer o circuito americano, porque as Pestes não o permitiram, mas fomos celebrar os quatro numa pacata herdade.
Passados estes 10 anos, muitas das minhas convicções alteraram (felizmente). A principal destas alterações foi ganhar a consciência de que o local da minha casa não é importante, o elementar é que nela estejam aqueles três com quem agora a partilho.
O Ângelo cresceu, eu cresci e juntos estamos a tentar fazer com que as nossas Pestes cresçam felizes.
Não prometo mais 10 anos, digo isto repetidamente, porque percebi também que só preciso de um dia de cada vez.
Quero apenas um dia, atrás do outro enquanto for feliz, enquanto, depois de uma discussão, eu consiga olhá-lo nos olhos e sentir aquele "fogo" no meu coração.
Já passaram 10 anos, consegues acreditar?
Já passaram muitos anos e eu só quero uma longa história construída a cada dia.

Publicação em destaque

* É MUITO MAIS QUE UMA COR *

" Mas é apenas um cinturão amarelo! O que tem de tão especial? " Não, não é apenas um cinturão amarelo, é muito mais que is...