sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

*AOS 82 ANOS*

O Vô Rico (como lhe chamávamos) nasceu em 1929 e faleceu hoje.
Já sabia que este Ano ainda me traria dissabores... mas, mesmo assim, dói.
Lembrarei sempre o ritual da chegada dele a minha casa quando era ainda pequenita, eu corria para os braços dele e elevava-me no alto como se fosse tocar no céu.
E por vezes juro que tocava... e pedia mais... cresci e isso acabou.
Tinha uma enorme força de viver e há um ano atrás (quando tudo começou) disse-me: "Não me digas que com 81 anos estou no fim da Vida?".
Não lhe soube responder, apenas lhe disse que a Vó partiu aos 52, o Ricardo aos 18... só Deus sabe... e que ele tinha vivido muito anos... viu os netos nascerem e conheceu dois bisnetos (a Benedita e o Théo).
Como já hoje escrevi... mais um anjo no céu a olhar por nós... Foi pai, avô e bisavô... e deu-me a melhor Mãe do Mundo.
Até sempre Vô Rico.

Sem comentários:

Publicação em destaque

* É MUITO MAIS QUE UMA COR *

" Mas é apenas um cinturão amarelo! O que tem de tão especial? " Não, não é apenas um cinturão amarelo, é muito mais que is...