sexta-feira, 9 de julho de 2010

*NÓS SOMOS DADORAS. E TU?*



Quando estava grávida chegou uma altura em que tive que decidir o que queria fazer relativamente ao sangue do cordão umbilical.
A informação actualmente é muita... as empresas que oferecem serviços fazem-se pagar a "bons preços", considerando os anos de guarda do sangue.
Estava quase decidida a efectuar um contrato com uma dessas empresas quando a minha médica, a Dra. Teresa Mota, me falou de uma outra possibilidade - o Banco Público de Células Estaminais do Cordão Umbilical.
Cheguei a casa e fui logo investigar... claro que não parei enquanto não descobri tudo o que tinha e necessitava de descobrir para decidir.
Eu, que sou dadora de sangue e futuramente serei dadora de medula óssea, não hesitei, juntamente com o meu marido e decidimos depois da informação que recolhemos tornar-nos dadores do Banco Público.
O kit foi-me entregue em casa, gratuitamente, após uma telefonema e fizeram a recolha logo após o parto.
Espero nunca necessitar dele para a minha filha, mas espero sinceramente que ele sirva para salvar alguma Vida que dele precise.
Se todos contribuirmos poderemos salvar vidas humanas e não custa nada...
Contribui quando puderes (ou seja, quando fores Mãe) mas principalmente, se te deres ao trabalho de ler este "simplesmente" divulga aos teus amigos que futuramente serão Pais.
Eu e a Benedita fomos umas das primeiras a contribuir pois a existência deste Banco é por muitos ignorada.
"Porque não optaste por uma empresa privada que guarda o cordão só para a tua Benedita ou familiar?" - perguntam-me muitos amigos!
Porque acredito no avanço da ciência e um dia ela estará tão avançada que conseguirá resolver estes problemas sem necessitar destas células e porque creio e espero (como qualquer outra Mãe) que a Benedita nunca venha a precisar dele.
Não me arrependo... tenho orgulho... e recomendo.


1 comentário:

Lilith disse...

Obrigada pela informação Daniela, desconhecia por completo.
Quando chegar altura do próximo rebento já sei o que fazer com o sangue do cordão umbilical.
Beijinhos